fbpx

SP-AGRO realiza primeira reunião-técnica

 

Na manhã desta terça feira, 07 de maio, foi realizada a primeira reunião de trabalho do grupo técnico da Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista (SP-AGRO), na Alesp. A reunião reuniu representantes de entidades do setor, deputados, especialistas e assessores dos deputados membro da Frente.

 

O deputado Itamar Borges, presidente da SP-AGRO, começou a reunião agradecendo a participação de todos na primeira reunião da Frente Parlamentar, realizada ontem, e destacando a importância da criação da Frente, que vai desde agricultura do campo, passando pela pesquisa, agroindústria, licenciamento e consumidor. “Precisamos unir esforços e conscientizar nossa sociedade sobre o bem que o setor faz ao país´”, frisou o parlamentar, ao lembrar que a Frente nasceu com o objetivo de debater os principais temas de interesse do setor e contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio paulista, considerado o mais diversificado e tecnológico do país.

 

Entre os assuntos debatidos na reunião, o PRA – Programa de Regularização Ambiental; o decreto 64.213/2019, que revoga o dispositivo do Regulamento do ICMS que trata do crédito do imposto em operações com insumos agropecuários; e também sobre o decreto que limita o tempo de transporte dos animais.

 

De acordo como deputado Itamar, chegou a hora de unir forças e criar todas as condições possíveis para a defesa e o desenvolvimento sustentável da agricultura, pecuária, agroindústria, sucroenergia e todos os setores da cadeia produtiva do agro.

 

Na mesma linha, o deputado Fernando Cury, vice-presidente da SP-AGRO, falou sobre a importância de se estabelecer uma pauta e um cronograma de trabalho.

 

A SP-AGRO recebe o apoio técnico do Fórum Paulista do Agronegócio, que é presidido por Ariel Mendes.

 

Participaram da reunião, representantes dos deputados Alexandre Pereira, André do Prado, Ataide Teruel, Carlão Pignatari, Cezar, Marina Helou, Ricardo Mellão, Rodrigo Moraes e Arnaldo Jardim (federal), e de instituições representativas do setor, como ABPA, Deagro – Fiesp, SindLeite, Leite Brasil, GPB, Ocesp, Unica, Abrafe e CitrusBR.

Compartilhar