fbpx

“Regulamento de Boas Práticas e Bem-Estar Animal” em São Paulo

image_pdfimage_print

 

O presidente da Frente Parlamentar do Agronegócio Paulista, deputado Itamar Borges, acompanhou o governador João Doria em Barretos, na sexta-feira, 16 de agosto. Na oportunidade, foi anunciada a publicação da Resolução da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, que reconhece o “Regulamento de Boas Práticas e Bem-Estar Animal” criado pela Confederação Nacional de Rodeios (CNAR), entidade reconhecida pelo Ministério do Esporte.

 

Com a publicação, os organizadores de rodeios terão embasamento legal para os esportes com bovinos e equinos. O texto traz um conjunto de regras e normas que garantem o bem-estar dos animais e trata de itens como a proibição do uso de aparelho de choque e a obrigatoriedade de colocar os animais em áreas de descanso, após a chegada à cidade do evento.

 

“O complexo do Agronegócio do cavalo no Brasil representa mais de R$16 Bilhões no PIB do país. A atividade responde por mais de 3 milhões de empregos, a indústria da equinocultura movimenta toda a cadeia produtiva e ajuda a desenvolver os municípios, além de movimentar a economia, gerando empregos diretos e indiretos, por meio de lazer e turismo. O rodeio é a manifestação da cultura, da tradição e da nossa história”, destaca o deputado Itamar Borges, ao frisar a importância da iniciativa.

 

Tradicionalmente, São Paulo é o Estado que mais realiza esse tipo de evento, representando mais de 30% do total de rodeios no Brasil. Só no ano passado, foram realizadas provas em 275 municípios diferentes.

 

Só a Festa do Peão de Barretos injeta R$ 400 milhões na economia regional, são beneficiadas cidades em um raio de até 200 km, e gera 15 mil empregos, diretos e indiretos. Em Barretos, há também quatro programas de responsabilidade social criados pelos organizadores do evento.

Compartilhar