fbpx

Lei que transforma Jales em Município de Interesse Turístico é aprovada na Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa aprova Lei que torna Sud Mennucci Município de Interesse Turístico

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nesta terça-feira, 10 de abril, o Projeto de Lei que transforma Jales em Município de Interesse Turístico (MIT). Com a nova classificação o município receberá cerca de R$ 600 mil por ano para investir no turismo.

 

O deputado Itamar Borges, líder do MDB na Assembleia Legislativa, é autor do Projeto de Lei que transforma Jales em MIT. Porém, após acordo entre os líderes partidários, todos os projetos sobre o tema se tornaram de autoria coletiva.

 

“Fico muito feliz de levar mais esta grande conquista para Jales. Este é um reconhecimento ao potencial turístico do município. O turismo movimenta a economia do município, gera emprego e renda e contribui para o desenvolvimento regional. A Lei que cria os municípios de Interesse Turístico é um grande salto e fortalecimento do setor em nosso Estado”, disse o deputado Itamar Borges.

 

A cidade de Jales está localizada no centro da região dos Grandes Lagos formado pelo represamento dos Rios Grande e Paraná e fica próxima a maior ponte rodoferroviária do Brasil.

 

O município conta com uma unidade do Hospital do Câncer, que dá suporte e atendimento de qualidade a pacientes de toda região e também de outros Estados.

 

Além disso, Jales possui um extenso calendário anual de eventos. A cidade é sede da Diocese Regional da Igreja Católica, que tem importantes eventos religiosos, como a Romaria Diocesana. Igrejas evangélicas e espíritas também realizam eventos.

 

Também são atrações na cidade a Orquestra Sinfônica Municipal, Feira Agrícola, Festa do Arroz, Feira do Verde, Bom Odori, Quermesses, Encontro de Motoristas, Festa da Uva e do Mel, Rodeio e Shows, Ecoturismo, Festa das Nações, Carnaval Popular e muitas outras atrações.

 

A cidade receberá recursos de cerca de R$ 600 mil por ano do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (DADE), que deverá ser investido em programas de melhoria e preservação ambiental, urbanização, serviços e equipamentos turísticos.

 

A Lei segue agora para sanção do governador Márcio França.

 

Assessoria de Imprensa

Compartilhar