fbpx

Lei aprovada na Assembleia Legislativa remaneja recursos para obras no Metrô e CPTM

 

Nesta terça-feira, 5 de fevereiro, os deputados estaduais de São Paulo aprovaram uma Lei que prevê a destinação de recursos remanescentes de contratos com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) para obras no Metrô e CPTM.

 

A Lei permite ao Metrô remanejar o saldo excedente das obras de expansão da Linha 5 – Lilás e do prolongamento da Linha 2 – Verde para Implantação de Portas de Plataforma nas Linhas Metroviárias e para a Implantação da Linha 13 – Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM.

 

“Essa é uma questão técnica, que ajudará na celeridade da realização das obras do Metrô e da CPTM e beneficiará muito a região do ABC Paulista. A transferência dos recursos excedentes evita a realização de um longo trâmite burocrático para a realização destas obras”, afirmou o deputado Itamar Borges.

 

Para entrar em vigor, a Lei aprovada na Assembleia Legislativa precisa da sanção do governador João Doria.

 

 

Assessoria de Imprensa

Compartilhar