fbpx

FREPEM discute Plano de Educação Empreendedora com secretário da Educação

image_pdfimage_print

 

Empreendedorismo para Inovar na Educação Paulista. Este foi o mote da reunião desta segunda-feira (13/05), na Secretaria Estadual da Educação, com o secretário Rossieli Soares, o deputado Itamar Borges presidente da Frente Parlamentar do Empreendedorismo da Assembleia Legislativa e mais de uma dezena de especialistas e educadores de universidades e organizações que desenvolvem e aplicam novas metodologias para promover o empreendedorismo nas escolas.

 

Em sintonia com a reformulação do ensino fundamental e ensino médio do Estado de São Paulo o deputado Itamar apresentou a Lei formulada pela Frente Parlamentar, sobre o Plano Estadual de Educação Empreendedora, que visa a inserção do empreendedorismo nas escolas da rede pública.

 

O plano contempla a realização de disciplinas, oficinas, jogos, feiras e outras atividades para despertar e desenvolver habilidades e comportamentos empreendedores capazes de transformar ideias em soluções inovadoras, que poderão gerar benefícios para os alunos, os professores e para a sociedade.

 

O secretário Rossieli Soares fez uma exposição das novidades que o Governo paulista está lançando para promover o desenvolvimento intelectual e emocional dos estudantes, com o objetivo de reduzir a evasão escolar, melhorar o clima nas escolas, fortalecer a ação dos professores e criar novos vínculos com os professores e as famílias.

 

“Nos nossos materiais estruturais estamos desenvolvendo novos planos de aula, incluindo empreendedorismo. E queremos fazer isso com a Frente, porque vocês têm uma camada de conhecimento importante nessa área. Já temos algumas experiências relevantes de empreendedorismo nas escolas, mas ainda não é um modelo fechado. Precisamos de ajuda para chegar lá. Penso que com o apoio da Frepem, o céu é o limite para fazermos acontecer”, ressaltou Soares.

 

Vários exemplos de experiências bem-sucedidas e diferentes metodologias que já estão sendo aplicadas foram apresentadas pelos participantes, tais como: Programa Jovens Empreendedores, primeiros passos do Sebrae; Programa Pioneiros e Empreendedores da FEA/USP; Projeto Atitude Empreendedora; projeto Protagonista Empreendedor da UFABC; Projeto Fazendo Acontecer; Programa Geração Empreendedora; Programas do Centro Paula Souza, da Universidade Mackenzie. Dirigentes empresariais presentes também manifestaram apoio e o desejo de incentivar essas atividades nas escolas públicas.

 

“Quando eu fui prefeito de Santa Fé implantamos o ensino de empreendedorismo na rede municipal e obtivemos ótimos resultados. Houve um grande aumento na motivação dos professores e alunos, além de maior envolvimento dos pais com a escola e o estudo dos filhos. Desejamos que esta prática agora seja difundida para todas as escolas estaduais”, destacou Itamar Borges.

 

Durante a reunião, o consultor da Frepem Silverio Crestana ressaltou que a cooperação entre essas instituições e a Secretaria de Educação ocorre desde 2011, com a realização de projetos pilotos, capacitação de professores, e realização de encontros sobre educação empreendedora. Lembrou ainda que estudos técnicos sobre o tema apontam para uma diminuição na evasão escolar quando o empreendedorismo passa a fazer parte da grade curricular.

Participaram do encontro os professores Ana Joaquina (SEE), coordenadora da Comissão Técnica que elaborou o Plano; Jacques Marcovitch, ex-reitor da USP e coordenador do Programa Pioneiros e Empreendedores (FEA/USP), Luciano Avallone do Projeto Protagonista Empreendedor (UFABC); Ana Maria Basílio, Angelo Zanão e Gláucio Franca do Sebrae-SP; Tatiana Garcia, coordenadora de projetos da Aliança Empreendedora; Luiz Marcolino, do Instituto Fazendo Acontecer; Ivone Lainetti (Centro Paula Souza); Mara Sampaio (Projeto Atitude Empreendedora); Nelson Fragoso (Universidade Mackenzie); Carlos Alberto Baptistão, vice-presidente do SESCON-SP, Marcos Kazuo (SESCON-SP), Carlos Monteiro (DEMPI Acelera FIESP), Caetano Siqueira, coordenador do COPED, Patrick Tranjan, assessor parlamentar e Silvério Crestana, consultor da FREPEM.

 

Educação Empreendedora

O Plano Estadual de Educação Empreendedora, instituído por meio da Lei 15.693, foi sancionado em 2015 com o objetivo de contribuir para a disseminação da cultura empreendedora, tornando-a matéria eletiva nas escolas públicas.

Em 2017, o PEEE foi lançado como um material de apoio ao currículo dos ensinos Fundamental e Médio, disponível no link.

 

Compartilhar