fbpx

Frente Parlamentar do Empreendedorismo reúne-se com Secretária de Desenvolvimento Econômico

image_pdfimage_print

 

Políticas públicas para promover o empreendedorismo, inovação e geração de emprego foram os principais assuntos debatidos na manhã de desta terça-feira, 26 de março, no encontro da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, com a nova equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, liderada pela Secretária Patrícia Ellen da Silva.

 

A FREPEM, representada pelo deputado Itamar Borges e duas dezenas de dirigentes de instituições empresariais, universidades e agências de fomento, apresentou uma pauta de temas de interesse do setor, tais como: inovação tecnológica para pequenas empresas, implantação da nova Lei de compras públicas com tratamento diferenciado para MPEs, programa de educação empreendedora da rede pública de ensino, plano estadual de desburocratização – Empreenda Fácil e internacionalização de pequenas empresas.

 

Itamar Borges falou que “várias leis já foram formuladas pela Frente, aprovadas na Assembleia, e agora o maior desafio é implantar essas políticas, criar indicadores de avaliação e ampliar a escala de atendimento. Por exemplo, na rede estadual foram testadas metodologias, mais de 3 mil professores foram capacitados, alguns milhares de alunos já desenvolvem atividades, mas precisamos levar essa oportunidade aos 4 milhões de alunos das escolas do Estado. Da mesma forma, precisamos ampliar os programas de acesso à inovação e ao crédito, além de outros programas”, destacou o parlamentar.

 

Os representantes do Sescon-SP, Facesp, Faesp, Cietec, Mackenzie, Fapesp, CRCSP, Fiesp, Sebraesp, Ocesp/Sescoop, Agências de inovação da USP, Unesp, Unicamp e Paula Souza fizeram breve relato de suas ações no âmbito da Frente Parlamentar.

 

A Secretária identificou grande convergência entre essas exposições e seus desafios no governo: “Acabo de chegar do vale do Anhangabaú, onde mais de 20 mil pessoas estavam na fila para preencher 6 mil vagas de emprego. Não podemos ficar parados! Precisamos apoiar essas pessoas e o melhor caminho é o do empreendedorismo”.

 

Patrícia Ellen apontou três políticas que irá focar em sua gestão, “para as pessoas que querem trabalhar e não tem emprego precisamos oferecer apoio, capacitação e pequenos empréstimos do Banco do Povo, para serem empreendedores individuais ou pequenos empresários. Para as pequenas empresas do comércio, indústria e serviços, que geram empregos, precisamos reduzir a burocracia, promover o acesso a novas linhas de crédito, inovação e mercados internos e externos. E para as empresas de alta tecnologia, startups que se tornam unicórnios globais, precisamos divulgar seus exemplos e os programas das universidades e da FAPESP que promoveram essas empresas”, resumiu a secretária.

 

Algumas das ações da pasta serão apresentadas na reunião de relançamento da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, no próximo dia 09 de maio. Pela Secretaria também participaram assessores do gabinete e coordenadores das seguintes áreas: empreendedorismo, micro e pequenas empresas; ensino superior; ciência, tecnologia e inovação; produtividade e desenvolvimento sustentável; competitividade, indústria, comercio e serviços.

Compartilhar