fbpx

Excesso de carga no transporte rodoviário causa acidentes, deteriora estradas e prejudica arrecadação

image_pdfimage_print

 

 

Para pedir efetividade na fiscalização e monitoramento quanto ao excesso de carga nas rodovias estaduais, em 19 de março, o deputado Itamar Borges acompanhou representantes da Frente Parlamentar da Indústria da Construção – FPIC e do Departamento da Indústria da Construção e Mineração (Deconcic/Fiesp) para reunião com Paulo Cesar Tagliavini, superintendente do DER – Departamento de Estradas e Rodagem, sobre o projeto Limite de Peso Legal.

Em nome do setor, Luiz Eulálio, diretor titular adjunto do Deconcic, e Eduardo Rodrigues Machado Luz, presidente do Sindicato das Indústrias de Extração de Areia do Estado de São Paulo (Sindareia) e diretor da Divisão da Cadeia Produtiva da Mineração (Comin), falaram das consequências causadas pela negligência na fiscalização e controle nas rodovias do Brasil, visto que a NF que acompanha o caminhão muitas vezes não reflete a realidade. Para baratear o frete, intermediários excedem a carga permitida por veículo, entrando assim na conta da informalidade, além de causar prejuízos como a deterioração das estradas, renúncia fiscal e insegurança no trânsito.

O deputado e coordenador da FPIC salientou a necessidade de integração entre o DER, a Secretaria de Logística e Transportes, a Fazenda e o Detran, para que haja punição ao mau transportador.

O superintendente ouviu as demandas e sugestões do grupo e demonstrou estar disposto a mudar este cenário. Em resumo, as reivindicações do grupo são: reativar o funcionamento das balanças, intensificar a fiscalização da Polícia Rodoviária e tornar obrigatória a conferência de NF. Na próxima terça-feira, uma nova reunião será realizada para dar continuidade ao assunto e encaminhamento.

Também participaram da reunião: Carlos Alberto Gennari, membro do Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic); Filemon Lima, gerente do Departamento da Indústria da Construção e Mineração (Deconcic); Luiz Albert Kamilos, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de São Paulo (Sinicesp) e diretor titular adjunto do Departamento da Indústria da Construção e Mineração (Deconcic); Marcos Moretti, analista da Indústria da Construção Sênior; e Newton José Soares Cavalieri, diretor titular adjunto do Departamento da Indústria.

Compartilhar